sábado, 20 de novembro de 2010

Vida

Holofotes, câmera, luz, ação!!! Faça o seu melhor! Cenas, momentos. ”Take 1”, gravando: Lágrimas, pranto compulsivo, tragédias. A mocinha se afoga em um mar de lágrimas. Um drama da vida real. Intrigas, inveja, traição... dor. Expressões melancólicas, desesperadoras. Um fato. Triste??? Um labirinto. A mocinha não consegue achar a saída. Corre para um lado. Só há penumbra. Sombras com formatos monstruosos. Tem que fugir da própria sombra. Fugir para onde? Não encontra um espaço no seu próprio coração. Armadilhas. Mergulha dentro de si e sonha. No sonho, a luz, inspiração. Take 2: Palhaço de nariz grande e vermelho. O nariz é vermelho quando se chora. Mas o palhaço está feliz. Ele mostra para a menina um caminho iluminado na sua própria escuridão. O planeta dá voltas. Movimento de rotação? A roda gigante parou lá no alto. Do alto, as coisas tornam-se tão pequenas, irreais... O mundo é rosa, rosa chiclete, como seus pensamentos, tudo é diferente quando existe sonho. Felicidade, risos, gargalhada. O melhor é rir de si mesma. Transformar o drama em comédia. E a mocinha ri, um sorriso puro,que começa tímido e vai se alastrando na sua face. De repente, o riso contagia e ela sorri com o corpo inteiro. Expressões corporais. Take 3: Tudo está azul, azul celeste. Uma paz interrompida. Estrondo... gênero policial. O que ousa atrapalhar os sonhos da mocinha? Investigação. Cada um por si, o palhaço foi embora. E agora? Agora é correr atrás desse mistério... Take 4: Suspense!!! O que está acontecendo? Resolva imediatamente. Quebra cabeça. Segurem o riso, o palhaço sumiu... tantas dúvidas... Como será o dia depois de amanhã? 2012? Não, voltemos a idéia principal. Take 5: Ação, muita ação. Acorde mocinha, o mundo continua girando e você tem que achar o palhaço perdido. Mocinha Jones, aventura. Enfrente o desconhecido, sem medo. Jogue a bomba que tem no seu coração. Segure a corda, pule, mexa-se, Salte do décimo andar, mas caia de pé. Take 6, gravando: A mocinha não conseguiu cair em pé. Tinha um abismo e monstros na sua imaginação. Terror... Tem sangue.... Muito sangue. O sangue nos filmes é de mentirinha. É molho de tomate. No labirinto,ela segue as migalhas de pão que João e Maria deixaram... Take 7: Um conto de fadas... Ela caminha sozinha como uma gata borralheira. Mas, eis que surge de repente, o palhaço, o palhaço triste dos seus sonhos. Ela o abraça forte. Ele enxuga suas lágrimas. Mocinha direita, agora limpa a maquiagem do palhaço e visualiza um rosto lindo, delicado. O beijo acontece... Uma cena mágica. O palhaço na verdade é seu príncipe encantado. Ele ajuda a mocinha a subir no seu cavalo branco e eles vão viver felizes para sempre. Final feliz. Não tem mais take. Um cenário abandonado... Aplausos. Fim

7 comentários:

  1. Duas coisas...

    Uma, vc fumou um baseado? kkkkkkkkkkkkkk

    Muito legal! Viajei nas cenas, no drama, no suspense, e até fiquei com medo do terror! No final, abri um sorriso com o final feliz, e lembrei que eu também tenho um nariz de palhaço!

    Vou divulgar pra todo mundo!

    Bjo querida!

    ResponderExcluir
  2. Nossa!
    voce poderia ser roteirista...
    que texto lindo!
    coerente, cativante...
    bom de se ler!
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Qto amor hein!kkkkk

    Poderia escrever um livro de contos tranquilamente, até pq é uma menina inteligente, depois de mim claro!

    Fiquei sabendo o que houve e fico muito feliz por vc, torço de verdade para que tudo de certo e que vc siga o roteiro de felicidade que a personagem vivencia no final pq vc merece, é uma pessoa do bem e maravilhosa!

    Bejo grande!

    ResponderExcluir
  4. Ei!
    Adorei o tempo do texto.
    Lembrou cena de esquete,
    que são cenas curtas
    com ação sob ação.
    Alias lembrou também um trabalho
    no teatro dos Parlapatões de SP, chama: festival 3 minutos, que é o tempo em que tudo deve acontecer.
    Mas sabe,
    a vida é assim mesmo: num piscar d'olhos
    "Eis que a vida acontece"
    Adorei aqui,
    venho aqui com calma quando voltar pra Pasargada.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  5. Mega interessante,
    Sabe que gosto de tudo que você escreve,encontro sentimentos e sentimentos de vida real.
    Sugiro que coloque algumas poesias também. ADOGO !!!
    Beijos....

    ResponderExcluir
  6. Q viagem, Carol!!!!
    Adorei o final feliz!!!

    ResponderExcluir
  7. Juro q ainda não sei porq me espanto com a criatividade da Cá. Mas não tem jeito, a cada texto novo, ela sempre me surpeende.

    ResponderExcluir